Você conhece pessoas sorridentes,  aparentemente felizes, que apesar disso se sentem vazias e tristes? Pois bem, existem muitas; há milhões desse modo. Ansiosas, infelizes, intranquilas. São feridas da alma que não podem ser tratadas com amizades, baladas, um bom emprego, um relacionamento, uma boa casa, um carro novo. Pessoas assim levam uma vida semelhante a sepulcros caiados, enfeitados, coloridos, perfumados por fora, mas por dentro estão vazios. Em resumo, são infelizes, vazias e tristes; falta a alegria verdadeira.
Conexão FJU - O Palhaço (14)Com o propósito de ajudar os jovens que se encontram nessa situação, o Conexão desse sábado abordou o tema: “O palhaço sou eu?” Que traz a ideia da falsa alegria que o mundo oferece, uma alegria que é feita por meio de bebidas, bagunça, sexo e drogas… Coisas que fazem com que a alegria seja momentânea e que só levará há um único lugar: a destruição de suas vidas.
O Conexão se iniciou com a apresentação do depoimento de uma jovem, que gravou um vídeo antes de cometer o suicídio. Uma jovem bonita, inteligente, popular, mas que não era feliz; demonstrava uma falsa aparência. Às vezes, a pessoa tem tudo que o dinheiro pode comprar, é próspero, é popular, tem tudo o que as pessoas acham que é necessário para ser feliz; mas a alma está pobre. E por a alma estar pobre, a pessoa não é feliz e busca a felicidade nos vícios, nas baladas, muitos até pensam em suicídio e outros chegam a cometer o suicídio, as vezes todo mundo te admira, mas você não se ama.

A alma se enriquece quando ela recebe o maior presente que a alma pode receber, que é a presença de Deus. Tudo o que a alma pobre quer é se alimentar de Deus, mas muitos não conseguem entender isso e acabam procurando por coisas para saciá-la e acabam se destruindo, como é o caso dos vícios.

Muitos jovens que venceram seus conflitos interiores e a voz que bombardeava à todo momento na mente, motivando a cometerem suicídio; contaram suas histórias de superação, de como eram antes de conhecerem a verdadeira felicidade e como conseguiram chegar a plenitude da verdadeira felicidade. Então o bispo convidou a se aproximarem do altar os jovens que estavam sentindo desejo de suicídio. Uma oração de sinceridade e entrega à Deus, foi realizada. Onde os jovens puderam entender, que a oração é um diálogo simples com Deus, tudo o que precisamos, tudo que queremos está em Deus. A oração é a ponte que nos aproxima da verdadeira felicidade que está em Deus. Ele é como um pai que está presente só esperando que o filho lhe peça alguma ajuda, para que então Ele possa ajudá-lo. A oração é esse canal de comunicação.

Tivemos a apresentação da peça teatral do projeto Cultura, baseada em uma história real. O testemunho do jovem Wellington que para todos era considerado como um palhaço, fazia todos os seus amigos sorrirem; até que começou a se sentir vazio e infeliz, por esse motivo se envolveu com as drogas. Sua vida se afundou profundamente quando começou a usar o crack, nesse período chegou a mendigar, até que recebeu um convite para participar de um Conexão Jovem, onde sua vida mudou completamente.

A verdadeira alegria faz parte de quem se  entrega para Deus. Não é a falsa alegria, aquela do oba-oba, aquela ligada às circunstâncias. Mas é aquela que é essência e não acessório. Nada que o mundo oferece se compara com a glória de Deus; a presença de Deus é um tesouro que substitui tudo que o mundo oferece.

Então, aprendeu sobre a verdadeira alegria? Agora já sabe onde encontra-la!
Esperamos por você, todos os sábados às 15h em uma Universal mais próxima de você.

FJU – Aqui só falta você!

5 COMENTÁRIOS

  1. Não existe nada mais importante do que a nossa salvação; e todos esses jovens que compareceram no resgate tiveram a oportunidade de encontrar essa salvação. Quem aproveitou e se entregou de verdade hoje está vivendo a maravilha que é estar em paz com Deus.

  2. Ta ligado!! Muitos jovens estão no mundo sofrendo então vamos todos nessa Fé ganhar cada vez mais almas e resgatar esse jovens! #Arrebentou #FJUGaúcha #Bloco14 #DepWeb

DEIXE UMA RESPOSTA