Nocaute às Drogas – Noite de Boxe no Amazonas

3
167

As drogas têm sido um dos maiores obstáculos na vida dos jovens. São elas que derrubam, matam e causam o sofrimento. Além do indivíduo, os familiares dos mesmos também sofrem com a situação em que vivem os dependentes químicos.
Foi pensando nisso que o Força Jovem Universal Amazonas mobilizou todo o estado para o evento mais esperado do mês de Agosto: o Nocaute às Drogas.
A Arena Amadeu Teixeira, no dia 28, recebeu um público de aproximadamente 7000 (sete mil) pessoas, e a banda Multiplus agitou e levantou a galera com muita música e agitação.
Na sequência, a banda Acto 7 fez o público soltar-se com muita dança e diversão. Teatro e grupos de dança mostraram talentos e fizeram os olhos da multidão brilhar.
Fight! Inicia-se a primeira Luta na categoria Meio Mosca. A boxeadora Bianca Fernanda do Amazonas e a Jéssica Paula representando São Paulo. Uma luta quente e bem disputada acaba com a vitória da paulista que leva a melhor sobre a amazonense.
“Ela tem talento e vai longe. Sua garra e força mostraram isso na luta. Jéssica lutou pela primeira vez e mostrou talento. Menina de garra e vencedora”. Disse Bianca após o combate. Em seguida, foi a vez dos homens mostrarem serviço. Wesley Tairini e Marlon Melo disputaram na categoria Meio Ligeiro, representando São Paulo e Rio de Janeiro respectivamente. O carioca levou a melhor e deixou o paulista na lona.
A força feminina era notória, exemplo disso foi a luta entre Elizandra Melo do Amazonas e Elica Jamily, representante de São Paulo, que lutou com disposição e mostrou que não é de brincadeira. A paulista foi pra cima e levou a melhor na categoria Mini Mosca.
O público foi à loucura com os jabs, direto de direita, ganchos e nocautes dos competidores, mas aguardavam ansiosamente pelo combate onde seria defendido o cinturão do Peso Galo. O brasileiro Giovani Andrade defendeu o cinturão e sua pátria contra o argentino Leandro Libonato. Uma luta quente e muito disputada estava acontecendo. A torcida gritava o nome de Giovanni e incentivava a cada instante o brasileiro. Com golpes certeiros, Andrade deixou, por duas vezes, o argentino na lona. Os gritos ecoavam na Arena e mostravam a força que o FJU Amazonas possui.
Giovanni representou bem o Brasil e consagrou-se campeão e dono do cinturão. todos esses combates foram conduzidos por nada mais e nada a menos do que o árbitro Walmir Rego que, com experiência, controlou muito bem os confrontos.
Um verdadeiro show e um grande combate contra o mal que tem tirado a vida de muitos. Jovens de toda Manaus vestiram a camisa e foram dar um Nocaute nas drogas.

COMPARTILHE

3 COMENTÁRIOS

  1. Muito legal esse evento realizado pela Força Jovem da igreja Universal eu estive lá, fio de ótima qualidade e os assuntos abordados superinteressantes.
    PARABÉNS

DEIXE UMA RESPOSTA