Os integrantes da Força Jovem Bahia e convidados, estiveram presentes na Catedral da Fé na noite da sexta-feira (06), para uma madrugada de busca ao Espirito Santo, além da consagração do pastor Júlio Santos a bispo, e contou com a presença do Bispo Marcelo Brayner.

O bispo Marcelo Brayner iniciou a reunião com uma comparação utilizado a passagem bíblica onde Natanael faz referência a cidade de Nazaré, cidade onde o Senhor Jesus nasceu. Naquela época, ninguém acreditava que desta cidade poderia nascer algo bom, ou que o Senhor dos Senhores nasceria ali e fez menção a situação do jovem atualmente. “ Muitos podem não acreditar em você. Você pode ter nascido em um lugar muito difícil, mais desse lugar certamente pode vir algo bom” disse o bispo Marcelo, deixando uma reflexão: “Acaso desta juventude pode sair algo bom? Vem e vê! ”. Após essa explanação, chamou os jovens que precisavam de uma oração e os abençoou.

O momento mais aguardado desta vigília era a consagração do então pastor Júlio a bispo, junto com sua esposa dona Zete. A tragetório desse líder, se deu a muitos anos atrás e após mais de treze anos cuidado da juventude na Bahia e em outros estados, teve o seu trabalho aprovado e em um acontecimento inédito na Igreja Universal. Nasce do meio dos jovens o novo bispo da Igreja. Como no início da reunião, o bispo Marcelo Brayner havia falado sobre a possibilidade de algo bom sair da Nazaré, como Natanael questionava, assim, com a consagração do pastor Júlio a bispo foi notório que do meio da juventude nasce o futuro. O bispo Brayner enfatizou qual quais os motivos e caminho que uma pessoa percorre até chegar a ser consagrado a bispo. Explicou que em meio aos desafios o caráter da pessoa é aprovado, a fé avivada e o amor a Deus fica acima de tudo, e relatou que por essas características, o pastor Júlio havia sido aprovado e recebendo de Deus uma nova unção. “ Assim como o óleo capacitou Davi quando foi derramado em sua cabeça ao tocar a cabeça do teu servo que ele venha receber autoridade como foi concedida a Davi” determinou o líder do Brasil. Foi possível ver a grandiosidade de Deus naquele momento de fé.  

Após a cerimonio de consagração, a alegria tomou conta dos jovens que puderam expressar sua felicidade em ter como exemplo um líder que ao logo da sua trajetória sempre demostrou muito amor e dedicação a causa dos jovens.  Houve desfile dos projetos que integram ao FJU Bahia, músicas ao som de Ed Farias, Daniel Brayner e Banda vou na Fé.

O Projeto Cultura preparou uma peça especial. A trama retratava três histórias diferentes, de jovens mostrando quão a suas vidas eram ruins sem Deus e abordando assuntos comentados no cotidiano, como estupro, drogas e roubo. Muitos achavam que a apresentação havia encerrado quando os três personagens entregaram suas vidas a Deus, e os jovens são surpreendidos pelo testemunho de transformação das pessoas que serviram como fonte de inspiração para criação dos personagens.

Mas ainda faltava a palavra que faria todo sentido para reconstrução da vida dos jovens presentes que se sentiam perdidos. O bispo Marcelo contou de forma lúdica como as pessoas tem sido enganada desde criança, sobre os pensamentos incutidos de forma inconsciente desde a infância com músicas infantis que que estimulam a imaginação da criança para coisas que lhe causam medo ou sentimentos de agressividades. Falou que os jovens já podem se considerar um vencedor e foi enfático em dizer: “ sua primeira conquista foi ter nascido”. Logo após, os jovens tiveram um momento para adorar a Deus.

Entrega a Deus, diversão e conhecimento. Foram através dessas coisas que os jovens presentes na Vigília da Prioridade puderam perceber que o essencial na vida é priorizar a Deus. Isso gera benefícios contínuos e duradouros.

 

COMPARTILHE

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA