Encontro do Mídia FJU Santa Catarina

0
70

No início do encontro do projeto Mídia, o coordenador da Força Jovem Universal (FJU) em Santa Catarina, explicou sobre a importância da intenção de cada um ao fazer a obra de Deus através do projeto: “Precisamos fazer a obra de Deus com inteireza de coração”. Ou seja, fazer não com objetivos pessoais e egoístas, mas para resgatar almas.

Se servirmos pelo motivo certo, vamos agradar a Deus e Ele vai honrar o trabalho do Mídia e da FJU. Pois quem serve a Deus com inteireza de coração mostra espiritualidade, obedecendo à direção que é passada pelos líderes e consequentemente o seu trabalho dá frutos.

Esses frutos vêm através da obediência e da dedicação, cada um fazendo sempre o melhor; seja em uma fotografia, em uma filmagem ou redação. Portanto aprenda sobre aquilo que faz, assista vídeos no Youtube, faça cursos e troque experiências com outros integrantes.

Na oportunidade, Israel Preis que é Fotógrafo do Mídia em Sombrio, no sul de Santa Catarina, contou um pouco de sua história no projeto. Na época que começou na FJU e no antigo VPR (hoje o Mídia), ele usava uma câmera compacta que tinha conseguido trocando algumas tábuas que tinha com uma vizinha, pois tinha falido com duas empresas e estava morando no porão na casa da mãe.

Ele se dedicou ao máximo, se dedicou, aprendeu o que sabe vendo vídeos no YoutubeGoogle e correu atrás de cursos; Fez isso com o objetivo de fazer o melhor para Deus, entregando as coisas do projeto com excelência. Hoje ele vive uma realidade bem diferente, fotografa casamentos e eventos em geral, e a câmera compacta ficou só para recordação.

Jean Carlos, coordenador do Mídia no estado, também contou um pouco de sua trajetória. Quando começou não sabia praticamente nada, nem mesmo regular uma câmera. Foi pela fé que aceitou o ‘cajado’ passado pela liderança da FJU. Porém não se deu por satisfeito, buscou aprender sobre tudo dentro do projeto; fotografia, filmagem, edição de vídeos. Aprendeu bastante no Youtube, em alguns outros sites e também contou com a ajuda de outros integrantes.

Até que surgiu uma oportunidade de fazer um curso de cinema e sair trabalhando na área; quando terminou esse curso, fez alguns freelancers, criou um portfólio e foi atrás das empresas desse ramo. Então chegou dezembro e a Fogueira Santa, e ele se lançou completamente, pois viu no sacrifício a oportunidade de mudar sua história na vida profissional. E não ficou sem resposta, no mês seguinte, conseguiu um trabalho na área de edição de vídeos e hoje está trabalhando naquilo que gosta.

Portanto, concluímos que não importa se você não sabe fazer algo, o importante é servir a Deus com inteireza de coração, se dedicando ao máximo, buscando saber cada vez mais, para fazer cada vez melhor.

Por Ivana Lúcia Morais
Dep. Jornalismo | Mídia FJU SC

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA